News

Folga e plenário vazio

A Câmara viveu outra vez, nesta quinta (13), a mesma rotina desde a posse de Rodrigo Maia na presidência da Casa, em 2016: plenário vazio, mas fingindo estar lotado, para enganar trouxas, os brasileiros. Por ordem de Maia, às quintas, o registro de presença é aberto às 6h da manhã para permitir que assinem o ponto e viajem. O insulto pôde ser flagrado às 17h: o painel do plenário registrava 426 deputados, mas havia só um, Luiz Ovando (PSL-MS), que até discursou para ninguém. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

A liberação da assinatura do ponto às 6h da manhã de quinta foi um compromisso de Maia para conseguir se eleger presidente da Câmara.

Com a regra implantada por Rodrigo Maia, os deputados agora só trabalham ou têm obrigação de assinar o ponto às terças e quartas.

Quando era presidente, Eduardo Cunha cobrava presença com “efeitos administrativos” às quintas, ao fim do dia. Isso ajudou na sua cassação.

O painel mentiroso da Câmara registrava 426 deputados no plenário, mas só havia um.
Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.