Cotidiano

Lava Jato: Polícia Federal prende operador de Dario Messer

Considerada pelo Ministério Público Federal como a colaboração premiada que resultou na maior recuperação de vantagens indevidas de pessoa física da história da Justiça brasileira, a operação realizada nesta terça-feira (09) prendeu um dos operadores financeiros de Dário Messer.

Mário Liebman foi detido em casa, em Ipanema, na Zona Sul do Rio. No local foram apreendidos três celulares e uma chave codificadora de banco.

A delação foi feita pelos próprios filhos e ex-mulher de Messer, apontado como “doleiro dos doleiros”.

De acordo com o Ministério Público Federal, ao todo, a família irá devolver aos cofres públicos R$ 370 milhões. Destes, R$ 240 milhões já estão à disposição da Justiça.

O filho de Liebman, Rafael, também era alvo da ação, porém não foi encontrado e é considerado foragido. Rafael, inclusive, já foi casado com a filha de Messer.

O MPF afirma que uma empresa de fachada de pai e filho teria lavado, entre 2011 e 2016, quase R$ 32 milhões de Messer.

De acordo com o procurador da república, Almir Teubl Sanches, os dois eram sócios de Messer no esquema e que o acordo de colaboração feito pelos filhos mostrou uma desestruturação dos laços familiares.

Ainda segundo o Ministério Público Federal, ambos mantinham o esquema de lavagem de dinheiro há pelo menos 8 anos.

O procurador da república disse ainda que Messer teria favorecido o ex-governador, Sérgio Cabral.

Além da prisão, um mandado de busca e apreensão foi cumprido em uma sala comercial do shopping Cassino Atlântico, em Copacabana, também na Zona Sul. O local pertence a Mario Liebman, possui dois cofres e era utilizado para receber dinheiro em espécie.

De acordo com o MPF, Dario Messer era responsável por administrar mais de 400 clientes em um esquema que teria movimentado U$ 1 bilhão e 800 milhões em 52 países desde a década de 80.

O doleiro segue foragido e teve o nome incluído na lista da Interpol, por suspeitas da presença dele no Paraguai ou em Israel.

dario-messer

Share:

Leave a reply