News

Lula fica preso: liberdade negada

Em julgamento no plenário virtual do STF, Gilmar Mendes segue Fachin e Tofolli e vota contra pedido de soltura apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou contra um pedido de liberdade apresentado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O voto de Gilmar, apresentado virtualmente nesta quarta-feira (9/5), forma maioria na Segunda Turma contra as alegações da defesa do petista.

Além de Gilmar, votaram contra o recurso do ex-presidente os ministros Dias Toffoli e o relator, Edson Fachin. Faltam ainda Celso de Mello e Ricardo Lewandowski. Mas a maioria dos cinco ministros da Turma já votaram, o que faz com que o pedido para que Lula responda ao processo em liberdade seja negado.
Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4° Região (TRF-4). Ele está preso em uma sala de Estado Maior na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba.
Share:

Leave a reply