News

Medalhas das Olimpíadas de 2020 serão feitas de material reciclável

Faltando um ano para o maior evento esportivo do mundo, o Comitê Olímpico Internacional revelou o design das medalhas que serão utilizadas nas Olimpíadas de Tóquio. Como manda a tradição, elas serão produzidas em bronze, prata e ouro, mas um detalhe as diferencia das medalhas normais: todas serão feitas inteiramente de materiais reciclados.

Entre abril de 2017 e março de 2019, o Japão recolheu 79 mil toneladas de aparelhos eletrônicos usados — como notebooks, câmeras digitais e videogames —, além de 6,21 milhões de celulares. Todos os aparelhos foram doados pela população e reunidos pelas prefeituras.

 Para facilitar as doações, o comitê olímpico instalou caixas de coleta nas ruas de 1621 cidades, o que corresponde a 93% do país. Algumas lojas de eletrônicos também estavam aceitando celulares usados.

Depois de recolhidos, os eletrônicos passaram por um processo de classificação e desmonte para que os materiais desejados fossem extraídos. No total, o projeto arrecadou 32 quilos de ouro, 3500 quilos de prata e 2200 quilos de cobre e estanho (a matéria prima do bronze) — mais do que suficiente para produzir as 5 mil medalhas. Sim: não é que as medalhas de ouro sejam mais fininhas – é que elas são feitas de prata, e só folheadas a ouro.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.