News

O relacionamento obscuro de Aécio Neves com a Odebrecht

O senador Aécio Neves na tribuna e planilhas da Odebrecht sobre propina para obras de hidrelétricas. Marcelo Odebrecht diz que pagou R$ 30 milhões ao senador.

Presidente do PSDB e senador, Aécio Neves é um dos personagens mais frequentes nas delações dos 77 executivos da Odebrecht.

Não à toa, divide com o senador Romero Jucá, do PMDB, o título de campeão no número de inquéritos derivados da delação, abertos pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo.

É investigado em cinco.

Nesta semana, ele prestou seu primeiro depoimento à Polícia Federal, sobre a investigação relacionada a irregularidades em Furnas. Reunidos os inquéritos, Aécio é acusado de ter cometido os crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e fraude em licitação.

A divulgação da delação da Odebrecht mudou a perspectiva do senador tucano. A segunda candidatura à Presidência da República em 2018, que seria natural, soa muito distante, coisa do passado.

 

 

 

(Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

Share:

Leave a reply