Cotidiano

Pistas de pousos destruidas

A operação Cielo Guarani Soberano, realizada pela SENAD, FTC e DINAC, força tarefa montada para combate ao narcotráfico aéreo na região da fronteira Paraguai/Brasil encerrou sua primeira fase. O trabalho foi encerrado com a destruição da oitava pista clandestina localizada na região de Cerro Cora’i, Amambay.

Cinco pistas foram desativadas em Concepción, enquanto as outras três estavam no Departamento de Amambay. A última “narcopista” detonada ao meio-dia tinha um hangar para o depósito de aeronaves e carga. Estava localizado em uma área de eclusas e distante cerca de 15 quilômetros de Pedro Juan Caballero, a extensão para a descida de aeronaves era de cerca de 800 metros de comprimento.

Durante as explosões, os especialistas ativaram três detonações. Uma no início da pista, outro no meio e a terceira no final, impossibilitando qualquer reaproveitamento. Tanto a SENAD, FTC como a DINAC consideram que outras operações serão ativadas a qualquer momento e estão em fase de levantamentos.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.