Cotidiano

Policiais paraguaios são suspeitos de ajudar quadrilha em mega-assalto

A polícia do Paraguai investiga se policiais locais ajudaram a quadrilha responsável pelo mega-assalto à empresa de valores Prosegur.

Na noite de domingo (23), um bando de cerca de 30 homens se aproximou da empresa e, durante três horas, tentou entrar no prédio onde o dinheiro estava guardado.

Os criminosos utilizaram metralhadoras e fuzis. Ao menos seis bombas foram usadas para ultrapassar as paredes blindadas do edifício. Delegados brasileiros e paraguaios acreditam que o crime foi organizado pelo PCC (Primeiro Comando da Capital).

Share:

Leave a reply