News

PRF testa novo ‘bafômetro’

CAMPO GRANDE | MS – O novo bafómetro da PRF (Polícia Rodoviária Federal), começa a ser trabalhado em Mato Grosso do Sul, a partir desta quinta-feira (21), com testes na BR-163, saída de Campo Grande para São Paulo.

A novidade em aparelho que faz mais aferições e em menos tempos, já foi lançada em fevereiro desta ano em outros Estados do país, chegando agora por aqui ante a inicial que foi feito em Goiânia-GO há quatro meses.

O equipamento chamado Saint Louis Missouri, é americano e permite uma triagem de motoristas e agilizar o procedimento nas rodovias. Contudo, o uso definitivo ainda não foi efetivamente programado pela corporação. Além de Goiás, ele já é usado também na Bahia e no Distrito Federal.

O inspetor da PRF, Luis Sakai, menciona que a medida não vai especificar a quantidade de álcool por litro de sangue, como o bafômetro já utilizado, mas vai apontar ‘positivo’ ou ‘negativo, por meio das luzes verde e vermelho, a quem consumiu ou não bebida alcoólica.

“O novo equipamento faz três testes em um minuto e a ingestão de álcool é identificada apenas com um sopro do motorista. No modelo usual, cada teste leva dois minutos e é descartável, já que a pessoa precisa encostar a boca no aparelho”, explica Sakai.

O aparelho, apesar de não mostrar a quantia de bebida, tem com objetivo a ajudar a selecionar os motoristas a serem realmente parados totalmente na rodovia. “Apenas os que ‘reprovaram’ neste teste, novo aparelho, é que passarão pelo bafômetro já utilizado. Será em um segundo momento, que identificará a quantidade”, ampliou o inspetor sobre o novo produto da PRF.

Sakai ratifica e menciona a questão da agilidade, quanto a importância do novo método, pois ele afirma que 97% dos motoristas que passam pelo teste não apresentarem ingestão de álcool. “Ou seja, são usados equipamentos descartáveis, com quem não infringiu a lei, elevando os custos. A cada ano, são utilizados 60 mil bocais e que a maior parte fica em um então desperdício”, aponta o inspetor.

Testando a forma de utilizar

Nesta manhã, os policiais passaram pela parte prática de um curso de aprimoramento. Eles estão abordando motoristas e analisando possíveis alterações no veículo, como lâmpada de luz de led e outras mudanças não permitidas pela legislação.

Ainda não se sabe quando o novo equipamento será de fato utilizado nas abordagens. Por enquanto, o teste ocorreu hoje e foi feito em pelo menos 10 motoristas em uma hora. Nenhum deles apresentou ‘positivo’ para ingestão alcoólica.

Também na operação de hoje pela manhã, com uma equipe de 35 PRFs e uma turma de agentes de trânsito do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de MS), houve a autuação de 30 veículos no período de duas horas. Como ainda, uma prisão por embriaguez, mas a maioria das autuações ocorreu por alterações irregulares nos veículos.

Lei

Quem é flagrado dirigindo embriagado tem a CNH apreendida e tem de pagar multa de quase R$ 3 mil. Acima de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar expelido, o condutor é levado para uma delegacia.

Share:

Leave a reply