Cotidiano

Ataque terrorista deixa 4 mortos e 14 feridos em Viena

Mais uma pessoa ferida nos tiroteios registrados na noite de segunda-feira (02) em Viena, capital da Áustria, morreu nesta terça-feira (03), de acordo com o Ministério do Interior do país. O número de mortos após os ataques é de quatro.

“Infelizmente, uma pessoa morreu no hospital. Até agora, o saldo são dois homens e duas mulheres mortos”, disse um porta-voz do ministério. O primeiro-ministro do país, Sebastian Kurz, classificou a ação como um ataque terrorista.

Um dos terroristas foi morto. Ele estava com um rifle automático e usava um falso colete de bombas.

Segundo o redator-chefe do jornal “Falter”, o homem tinha 20 anos e era de origem albanesa. Seu nome não foi divulgado. Ele estava em uma lista de 90 extremistas austríacos que tinham a intenção de viajar para a Síria.

O atirador era simpatizante do grupo Estado Islâmico, segundo o ministro do Interior, Karl Nehammer.

Os tiroteios começaram por volta das 20h (16h em Brasília) perto de uma rua que tem uma sinagoga e diversos bares. Os policiais disseram que as trocas de tiros ocorreram em seis lugares diferentes.

Ainda segundo as autoridades locais, os criminosos estariam armados com fuzis. O Ministério do Interior disse que ao menos uma pessoa foi presa, e um dos autores está foragido.

De acordo com o prefeito de Viena Michael Ludwig, 14 feridos precisaram de atendimento em hospitais da cidade, e sete deles estão em estado grave.

Nas redes sociais, a polícia da capital pediu que as pessoas permanecessem em casa. O sistema público de transporte foi interrompido e não haverá aulas nesta terça.

“Trouxemos várias unidades das forças especiais que estão agora procurando pelos supostos terroristas. Então, não vou limitar [as áreas de busca] apenas para Viena porque eles são criminosos com mobilidade”, disse.

Ainda não se sabe o motivo do ataque e se há relação com outros recentes atentados como os cometidos na França – na semana passada, três pessoas morreram em uma ação terrorista em Nice.

Segundo a agência France Presse, a vizinha República Tcheca vai iniciar controles na fronteira com a Áustria para ajudar nas investigações.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.