Cotidiano

Bolsonaro: menor não pode trabalhar, “mas pode cheirar crack pode?”

O presidente Jair Bolsonaro disse, na noite desta terça-feira (25), durante a abertura do 32° Congresso Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), que menores podiam trabalhar, mas que atualmente não podem exercer profissão, mas podem cheirar “paralelepípedo de crack”.

Leia a fala de Bolsonaro sobre “Paralelepípedo de crack”:

“Meu primeiro emprego, sem carteira assinada, obviamente, eu tinha 10 anos de idade. Foi no bar do seu Ricardo, em Sete Barras, no Vale do Ribeira. Eu estudava de manhã e à tarde, lá para as 2 da tarde, ia até umas 6, 7 da noite, ele tinha pouca gente no bar, a galera que gosta de uma birita chega um pouquinho mais tarde, né? E eu trabalhava ali com ele porque meu pai me botou lá (…) “E bons tempos, né? Onde menor podia trabalhar. Hoje, ele pode fazer tudo, menos trabalhar, inclusive cheirar um paralelepípedo de crack, sem problema nenhum”.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.