News

Bolsonaro: ‘Povo brasileiro não aceitará prisões arbitrárias’

Presidente afirma que ‘há muito’ ministros do STF ‘extrapolam com atos os limites constitucionais’

O presidente Jair Bolsonaro usou sua conta no Twitter neste sábado, 14, para dizer que os brasileiros não aceitarão que direitos, como a liberdade, sejam violados. “O povo brasileiro não aceitará passivamente que direitos e garantias fundamentais (art. 5° da CF), como o da liberdade de expressão, continuem a ser violados e punidos com prisões arbitrárias, justamente por quem deveria defendê-los”, escreveu em referência a prisão do ex-deputado e presidente do PTB, Roberto Jefferson, na sexta-feira 13.

“EXCLUSIVO: A última entrevista“, Roberto Jefferson conversou com Oeste na véspera de sua prisão

Bolsonaro lembrou-se de quando o, agora, ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, fez sua sabatina no Senado e afirmou “independência” e “compromisso” com a Constituição.

“Todos sabem das consequências, internas e externas, de uma ruptura institucional”, disse o presidente. “A qual não provocamos ou desejamos”.

O presidente da República não deixou de criticar também o ministro do STF e presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, contrário a instauração do voto “impresso” no Brasil. “Há muito, os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, extrapolam com atos os limites constitucionais”, disse.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.