Cotidiano

Delegado paranaense é encontrado morto dentro de sede da PF

O delegado da Polícia Federal (PF) paranaense Gastão Schefer Neto, 48 anos, foi encontrado morto na sede da Delegacia da Polícia Federal em Caxias do Sul (RS), na tarde desta segunda-feira (9). Ele estava reforçancdo temporariamente o serviço na Delegacia de Caxias do Sul.

Schefer teria sido vítima de um disparo de arma de fogo. Segundo a assessoria da Polícia Federal, a própria instituição vai investigar o caso, já que ocorreu em uma das sedes.

Nascido em outubro de 1972, Schefer Neto fez faculdade de Jornalismo e de Direito. Formou-se nesta última. Entrou na Polícia Federal em 2002 como escrivão e depois vitou delegado. Já foi diretor da Associação dos Delegados da Polícia Federal do Paraná.

Ficou conhecido por causar uma polêmica durante o período em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve preso na Superintendência da PF em Curitiba. Em maio de 2018, foi acusao de quebrar o equipamento de som dos seguidores de Lula que faziam vigília na frente da PF. Na época disse que estava nervoso e com dificuldades para dormir. Foi candidato a deputado federal em 2014, pelo Partido da República. Não foi eleito. 

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.