Cotidiano

Desembargadores que julgarão Lula são ameaçados

Presidente do TRF-4 encaminhou ofício à presidente do STF

Na última sexta-feira (12/01), o presidente do TRF-4, Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, relatou que os magistrados responsáveis pelo julgamento dos recursos envolvendo o ex-presidente Lula, sofreram intimidações por parte dos deputados petistas. A situação ocorreu em uma reunião entre os magistrados e os parlamentares.

Durante a reunião, a deputada Maria do Rosário (PT) afirmou:

“O que nós fazemos aqui é ser parte da resistência que a população brasileira está compondo com trabalhadores e trabalhadoras já que está muito claro que não existem provas neste processo contra Lula e que a condenação dele pelo juiz Moro foi uma decisão política.”

Não obstante, Flores Lenz, encaminhou ofício à presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, e à Procuradoria-Geral da República, relatando que desembargadores da Corte têm recebido inúmeras ameaças.

Diante disso e por outras razões, Cármen Lúcia, reuniu-se na manhã desta segunda-feira (15/01), por cerca de uma hora, com o presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

O ex-presidente Lula terá seu recurso julgado no dia 24 de janeiro. Porto Alegre deverá receber milhares de manifestantes. Se a condenação for confirmada, ele poderá ficar de fora das eleições deste ano e fica sujeito à execução da pena de prisão.

Vale pontuar que, a Justiça Federal vedou a instalação e a permanência do acampamento do MST em frente à Corte. No entanto, informou que não foram proibidas manifestações nas proximidades do TRF-4.

Fonte: UOLODIA

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.