News

Eclipse da Lua do Lobo

Quem se encanta com fenômenos astronômicos deve estar preparado para a Superlua de sangue de Lobo, que acontecerá na madrugada de 20 para 21 de janeiro.

De acordo com informações de especialistas, esse fenômeno será ainda mais aparente do que foi o eclipse lunar que aconteceu em julho do ano passado.

A primeira Lua cheia de janeiro, se chama Lua do Lobo, porque ela estará mais próxima da Terra, o que dará impressão de ser maior e mais brilhante, e ficará avermelhada ao se projetar na sobra da Terra. Por todos esses motivos, ela é chamada de “Superlua de sangue de lobo”.

 De acordo com o Observatório Nacional brasileiro, o eclipse da Lua terá início às 0h37, horário de Brasília. Mas, a princípio, não será possível ver a olho nu a mudança: a Lua ficará menos brilhante, o que se dá o nome de “eclipse penumbral”. Pelos 57 minutos seguintes, a lua começará a escurecer.

Até chegar à 1h34, quando se dá início ao eclipse parcial (a Lua começa a ficar com um pontinho escuro e irá escurecer cada vez mais).

De acordo com a Nasa, será 1 hora e 2 minutos de cobertura total do satélite. Ou seja, até as 3h43 a Lua vermelha ainda poderá ser vista.

O Observatório Nacional explica que, até as 4h51, a Lua voltará a ficar cada vez mais iluminada, voltando à fase de eclipse parcial. O eclipse penumbral terminará às 5h48.

Horários para ver o eclipse lunar no Brasil

Por conta dos fusos horários e horário de verão, haverá diferença no relógio para aqueles que quiserem ver o eclipse lunar, dependendo de onde estiver no País.

Veja como será, com base nas informações do Observatório Nacional, para as regiões que estão e que não estão no fuso de Brasília:

Hora Legal de Brasília (com horário de verão: fuso -2 horas)

Goiás, Brasília, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ilhas Arquipélago de São Pedro e São Paulo, Atol das Rocas, Fernando de Noronha, Martin Vaz e Trindade:

  • Início do eclipse penumbral: 0h37 de 21 de janeiro
  • Início do eclipse parcial: 1h34 de 21 de janeiro
  • Início do eclipse total: 2h41 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse total: 3h43 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse parcial: 4h51 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse penumbral: 5h48 de 21 de janeiro

Fuso de – 3 horas

Pará, Amapá, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia:

  • Início do eclipse penumbral: 23h37 de 20 de janeiro
  • Início do eclipse parcial: 0h34 de 21 de janeiro
  • Início do eclipse total: 1h41 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse total: 2h43 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse parcial: 3h51 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse penumbral: 4h48 de 21 de janeiro

Fuso de – 4 horas

Amazonas, Roraima e Rondônia:

  • Início do eclipse penumbral: 22h37 de 20 de janeiro
  • Início do eclipse parcial: 23h34 de 20 de janeiro
  • Início do eclipse total: 0h41 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse total: 1h43 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse parcial: 2h51 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse penumbral: 3h48 de 21 de janeiro

Fuso de – 5 horas

Amazonas (extremo oeste) e Acre:

  • Início do eclipse penumbral: 21h37 de 20 de janeiro
  • Início do eclipse parcial: 22h34 de 20 de janeiro
  • Início do eclipse total: 23h41 de 20 de janeiro
  • Fim do eclipse total: 0h43 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse parcial: 1h51 de 21 de janeiro
  • Fim do eclipse penumbral: 2h48 de 21 de janeiro

Como foi feito o cálculo: com o horário de verão, o fuso de Brasília passa a ser -2. Para quem está no fuso de -3 horas, basta subtrair uma hora, para quem está no fuso de -4, basta subtrair 2 horas e para quem está no fuso de -5 basta subtrair 3 horas. Confira aqui a relação dos horários do eclipse em todo o Brasil.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.