Cotidiano

Enfermeiro é acusado de matar 86 pacientes

Um enfermeiro foi acusado de assassinar 86 pacientes durante sua carreira em clínicas nas cidades de Delmenhorst e Oldenburg, anunciou a polícia da Alemanha nesta segunda-feira (28/8). Niels Hoegel, 40 anos, está preso desde 2015, quando foi apontado como o causador da morte de dois pacientes devido a uma overdose de medicamentos para o coração.

Ele tinha sido condenado à prisão perpétua pelos dois crimes, mas, desde então, a polícia investiga casos similares.

Agora, as autoridades alemãs chegaram à conclusão de que Hoegel matou 84 pacientes. O chefe da polícia, Johann Kuehme, afirmou que há provas de ao menos 86 homicídios, baseados em materiais recolhidos em autópias.

Mas o número pode ser maior, já que muitos pacientes do enfermeiro foram cremados. “São 84 homicídios. Estamos sem palavras”, admitiu Kuehme em uma coletiva de imprensa. “E a coisa mais terrível é que esse balanço deve ser bem pior, bem maior”.

A polícia também abriu inquéritos contra a administração dos dois estabelecimentos onde o enfermeiro trabalhou, alegando que os crimes poderiam ter sido evitados se tivessem sido denunciados e apurados.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.