Cotidiano

Flórida escolheu a liberdade ao invés do ‘faucismo’, diz governador durante show com mais de 20 mil pessoas

Mais de 20 mil pessoas ‘inundaram’ a cidade de Panama City Beach, localizada no estado americano da Flórida, durante o evento ‘Pepsi Gulf Coast Jam 2021’ neste último fim de semana.

O festival de música country de 3 dias, de 4 a 6 de junho, foi o maior show dos Estados Unidos desde o início da pandemia do novo coronavírus.

“É o primeiro grande evento populacional de mais de 20 mil pessoas que eu conheço, que a Billboard Magazine conhece e a Rolling Stone Magazine conhece [nos EUA desde a Covid-19],” disse o produtor Rendy Lovelady ao site Panama City News Herald. “Depois deste fim de semana… Haverá milhares deles em todo o país”, acrescentou.

O evento contou com a participação especial do governador da Flórida, Ron DeSantis. Em um vídeo postado nas redes sociais, o mandatário republicano aparece no palco cercado por uma multidão.

“O maior festival de música desde o início da pandemia”, tuitou DeSantis, em 7 de junho.

“A Flórida acaba de sediar o maior show desde o início da pandemia porque a Flórida escolheu a liberdade ao invés do Faucismo”, escreveu o governador, em referência ao Dr. Anthony Fauci, após e-mails vazados sugerirem que o médico emitiu orientações contraditórias que não eram apoiadas por evidências científicas.

Conforme noticiado pelo Conexão Política, milhares de e-mails de Fauci do ano passado foram recentemente divulgados sob a Lei de Liberdade de Informação (FOIA).

Em um dos textos, ele admite a eficácia duvidosa do uso de máscara para proteger contra o coronavírus, apesar de implorar publicamente aos americanos que usassem coberturas faciais na maioria dos locais e ambientes durante a maior parte de 2020.

O Panama City News Herald relatou que as máscaras faciais não foram exigidas durante o festival na Flórida.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.