Cotidiano

Força-tarefa reduz focos de incêndio no Pantanal

No Pantanal, área queimada foi de 2,916 milhões de hectares, sendo 1,165 milhões de hectares em MS

O fogo no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari já foi controlado e o número de focos de calor no Pantanal sul-mato-grossense já foi reduzido, segundo informação do governo do Estado. As ações de combate aos incêndios florestais em Mato Grosso do Sul são realizadas em parceria com o Governo Federal, as administrações dos estados vizinhos, setor privado e ongs.

O panorama apresentado pelo secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) na apresentação das ações do Governo do Estado no combate aos incêndios florestais no Pantanal, no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari e região de Alcinópolis e Costa Rica.

Conforme o secretário, foram desmobilizadas, parcialmente, as ações em Alcinópolis, pois o fogo no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari foi controlado.

(Foto: Chico Ribeiro – Governo de MS)

“Permanecemos com a equipe móvel do CRAS fazendo o atendimento aos animais silvestres e também estamos mantendo na região cerca de 60 homens do Corpo de Bombeiros e do Exército, que vão auxiliar nas ações em Costa Rica. Importante lembrar que, em Alcinópolis, também tivemos uma atuação expressiva do Imasul, da Defesa Civil e uma articulação fundamental com prefeitura municipal e produtores rurais da região. Chegamos a ter 100 máquinas operando, além de aeronaves do setor de bioenergia e outras duas do ICMBIO”, informou o secretário.

De acordo com o tenente-coronel Moreira, do Corpo de Bombeiros, em Mato Grosso do Sul já foram registrados 15.835 focos de incêndio de janeiro a setembro de 2020. Neste período, somente no Pantanal, a área queimada foi de 2,916 milhões de hectares, sendo 1,742 milhões de hectares no Pantanal de Mato Grosso e 1,165 milhões de hectares no Pantanal sul-mato-grossense.

“Somente neste mês de setembro, tivemos 1 milhão de hectares de área queimada no Pantanal. A maior parte, 855 mil hectares, está no Mato Grosso e 144 mil hectares no Pantanal em Mato Grosso do Sul. Ao todo, 19,31% de todo o Bioma Pantanal foi atingido pelo fogo (12,73% em MS e 37,31% no MT)”, informou o tenente-coronel Moreira.

(Foto: Chico Ribeiro – Governo de MS)

Sobre os incêndios no Parque Estadual das Nascentes do Rio Taquari, o fogo foi controlado pela força-tarefa na região. Até 17 de setembro, a área queimada estava em 17 mil hectares, o correspondente a 55,5% da área total da Unidade de Conservação. Confira aqui o relatório semanal do Corpo de Bombeiros.

A possibilidade de chuva nos próximos dias foi confirmada por Franciane Rodrigues, coordenadora do Cemtec/Semagro (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima). “Estão mantidas as previsões que apontavam precipitação em praticamente todo o Mato Grosso do Sul, a partir deste final semana e, sobretudo, no início da Primavera. O mês de outubro continua com um prognóstico de chuvas acima da média”. Confira aqui o boletim do Cemtec/Semagro para os dia 17 e 18 de setembro e tendência até 2 de outubro. Neste outro link, o prognóstico para a Primavera no Estado..

O secretário Jaime Verruck lembrou que, graças a ação do Governo do Estado e União, com os decretos de situação de emergência, “tivemos agilidade na alocação de recursos. Os equipamentos que necessitávamos já adquiridos, foram recebidos hoje e já estão sendo deslocados aos locais de combate aos incêndios florestais em Corumbá, Alcinópolis e Costa Rica. Estamos usando as horas de voo que nos foram disponibilizadas em Alcinópolis e aguardamos a liberação de mais horas para as demais regiões. Nesta semana a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e Imasul deram início a um plano de trabalho focado na proteção das Unidades de Conservação”, finalizou.

(Foto: Chico Ribeiro – Governo de MS)
Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.