Cotidiano

Gilmar liberta outro investigado no QG da propina

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, concedeu habeas corpus ao corretor de seguros Cristiano Stokler Campos, que já estava em prisão domiciliar por decisão do presidente do STJ, Humberto Martins.

Segundo o Ministério Público, Christiano Campos fazia parte do suposto “QG da propina” que funcionaria na Prefeitura do Rio, abordava empresários prometendo facilidades e cobrava por isso.

Na decisão que beneficiou o empresário, Gilmar observou “constrangimento ilegal manifesto, a justificar excepcional concessão da ordem de ofício”.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.