News

Guedes reafirma prorrogação do Auxílio Emergencial por mais 3 meses

O governo vai prorrogar o auxílio emergencial aos mais vulneráveis por mais três meses, reafirmou o ministro da Economia, Paulo Guedes, na manhã desta segunda-feira (14).

Com isso, a ajuda voltada aos mais vulneráveis durante a pandemia será estendida até outubro, nos mesmos valores de R$ 150 a R$ 375 e com igual alcance em termos de público. Hoje, o auxílio contempla cerca de 39,1 milhões de brasileiros.

Na terça-feira passada (08), o ministro já havia confirmado a prorrogação, condicionada à situação da pandemia e ao andamento da vacinação da população adulta no país. 

De acordo com Guedes, o Ministério da Saúde informou que toda a população adulta estará vacinada contra a covid-19 até outubro. Até que isso aconteça, o governo quer garantir a proteção dos vulneráveis, daí a necessidade de extensão do auxílio.

O ministro ressaltou ainda que a política vem sendo conduzida pelo Ministério da Cidadania, e a decisão final sobre a extensão é do presidente Jair Bolsonaro.

Para bancar a prorrogação, deve ser aberto um crédito extraordinário de cerca de R$ 20 bilhões. O número final ainda está sendo refinado a partir dos dados dos pagamentos realizados em junho. A prorrogação deve ocorrer por Medida Provisória.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.