Cotidiano

Homem filma própria morte

Um homem de 55 anos, morador da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, estava fazendo uma transmissão ao vivo do seu dia no Facebook quando foi surpreendido, na rua, por um atirador, que o alvejou várias vezes, provocando sua morte. O suspeito acabou se entregando, e está sob custódia da polícia.

O crime ocorreu na cidade de Wingate, nos arredores de Charlotte, na última segunda-feira. Prentis Robinson caminhava por uma rua perto da universidade local após deixar a delegacia onde, minutos antes, havia registrado uma queixa por conta de um celular roubado. Subitamente, um suposto desconhecido surgiu ao seu lado. Sem querer conversa, o homem ignorou o aviso de que estava sendo filmado e atirou quatro vezes, fugindo em seguida.

AVISO: o vídeo abaixo apresenta imagens fortes do crime

Após o tiroteio, a polícia lançou uma busca pelo autor dos disparos, ordenando o fechamento do campus da Universidade de Wingate e de outras instituições de ensino da região. Nesta terça-feira, o atirador, identificado como Douglas Colson, de 65 anos, acabou se entregando. Ele está detido, mas o motivo do assassinato ainda permanece desconhecido.

O chefe da Polícia de Wingate, Donnie Gay, se disse chocado com o incidente, uma vez que ele estava conversando com a vítima pouco tempo antes de sua morte.

“Eu não sei o que dizer sobre isso”, declarou Gay.

Em entrevista ao canal Fox 46, pessoas próximas a Robinson disseram que ele estaria expondo diversos traficantes de drogas da localidade, chegando inclusive a ajudar a polícia a encontrar suspeitos. Outras afirmaram que, às vezes, até as autoridades ficavam incomodadas com ele, que tinha o hábito de filmar tudo.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.