Cotidiano

Morre aos 24 anos fundador da maior empresa de bitcoin do país

Um acidente de trânsito, na tarde desta terça-feira (25), na Rodovia João Ribeiro de Barros (SP-294), em Marília (SP), matou Luís Augusto Schiavon, de 24 anos, fundador da maior corretora de bitcoin do Brasil, a Foxbit.

 Além dele, uma jovem de 20 anos também morreu. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro em que o empresário estava rodou na pista, invadiu a contramão e se chocou contra outro veículo. Um caminhão que vinha atrás não conseguiu desviar e também se envolveu no acidente. Chovia no momento e, ainda conforme a PRF, a pista estava escorregadia.

Com o empresário seguia a namorada dele, Ariadny Rinolfi, que foi socorrida em estado grave. Mais duas pessoas estão internadas. No outro carro viajavam a estudante Beatriz Guide, de 20 anos, que não resistiu aos ferimentos, o namorado e o pai dele.

Nas redes sociais, a Foxbit lamentou a morte de Guto Schiavon, como era conhecido. “Comunicamos com profundo pesar o falecimento do fundador e diretor de Operações da Foxbit, Luís Augusto Schiavon, o Guto, aos 24 anos.”

Sob seu comando, a empresa conquistou mais de 400 mil clientes, chegando a movimentar até R$ 20 milhões por dia, de acordo com informações do portal G1, ajudando a disseminar o conceito de investimento em criptomoedas entre os brasileiros.

O corpo do empresário foi sepultado no cemitério de Pompéia (SP), na tarde desta quarta-feira (26).

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.