Cotidiano

“Não pegue carona com bêbado”

Chegou à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, esta semana, o PL nº 221. Ele prevê uma dura punição para o passageiro que entrar em um veículo conduzido por motorista embriagado ou sob efeito de entorpecente.

Em suma: o passageiro carona seria responsabilizado pelo crime – condução de veículo automotor com capacidade psicomotora alterada – que, hoje, é apenas do motorista.

Pelo Código de Trânsito Brasileiro, além de detenção de seis meses a três anos, há multa e suspensão ou proibição da habilitação para dirigir.

O senador diz que o objetivo do projeto é tornar as pessoas que aceitam ser caronas também sejam fiscais e corresponsáveis pelo motorista infrator.

“A proposta tem caráter educativo e pode diminuir o número de acidentes causados pela combinação álcool e direção”, diz Cidinho Santos.

“Esta pessoa, mesmo sendo passageira e não estando dirigindo o veículo, está consciente da situação e não fez nada para deter esse motorista de cometer um crime.”

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.