Cotidiano

Grávidas ou amamentando na prisão

Em todo o país, 662 mulheres presas estão grávidas ou amamentando seus filhos, segundo um levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), divulgado em janeiro deste ano com dados referentes a 31 de dezembro de 2017.

Do total, 373 estão grávidas e 249 amamentam seu filho.

No ano passado, um censo carcerário revelou o perfil das detentas que tiveram filho na prisão. Quase 70% delas tinham entre 20 e 29 anos; 70% são pardas ou negras e 56% eram solteiras, segundo levantamento da Fundação Oswaldo Cruz e do Ministério da Saúde, citado pelo CNJ.

Em dezembro de 2017, havia 249 bebês ou crianças morando com suas mães nas penitenciárias de todo o País.

Enquanto estiver amamentando, a mulher tem direito a permanecer com o filho na unidade prisional, de acordo com artigo 2º da Resolução 4 de 2009, do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, se o juiz não lhe conceder a prisão domiciliar.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.