Cotidiano

Novos protestos na Argentina contra o governo e o confinamento

Milhares de pessoas se manifestaram novamente nesta segunda-feira (12) em várias cidades da Argentina em oposição ao governo de Alberto Fernández, sob o lema “por justiça e liberdade”, enquanto o país continua confinado devido à pandemia de covid-19.

No centro de Buenos Aires, dezenas de carros se juntaram em uma caravana, com manifestantes marchando com bandeiras argentinas e cantando o hino nacional.

A marcha de oposição foi replicada em outras cidades, como Mar del Plata (sul), Corrientes (oeste), Salta (norte) e Córdoba (centro).

Além do tradicional Obelisco, epicentro do protesto em Buenos Aires, a convocatória convidava a marchar até a residência presidencial de Olivos, bem como ao domicílio na capital do ex-presidente (2007-2015) e atual vice-presidente Cristina Kirchner.

O presidente anunciou na sexta-feira um novo prazo para o confinamento até 25 de outubro, desta vez focado nas províncias, onde se registra a maior parte das infecções, enquanto se flexibilizam as medidas em Buenos Aires e sua periferia. Na Argentina, existem cerca de 894.000 casos de covid-19 com 23.868 mortes.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.