Cotidiano

Os cortes de gás começaram

Agora a coisa vai ficar mais séria. Rússia comunicou, na manhã de ontem, que cortou totalmente o fornecimento de gás para a Polônia e a Bulgária, dando início a uma medida muito temida desde o início do conflito. 

Com essa importância, desde que a invasão começou, o Velho Mundo tinha medo de que esse fornecimento acabasse e afetasse todo o setor energético europeu.

Segundo a empresa estatal russa responsável pelo gás, o corte foi feito devido à falta de pagamento em rublos — a moeda do país —, mas as autoridades ucranianas estão chamando a medida de chantagem de gás da Europa.

  • Isso porque o fim do fornecimento acontece no momento em que o Ocidente está aumentando os envios de armas para ajudar a Ucrânia a se defender.

A estratégia russa… Decidiram afetar diretamente dois países europeus — deixando o restante da União Europeia sob ameaça —, porém com baixo risco geopolítico, por serem países de menor peso no cenário global.

Agora a Rússia coloca a UE em um dilema: Seguir ativamente no apoio à Ucrânia — se abrindo ao risco energético — ou ceder à pressão russa para evitar o risco de Putin expandir esse bloqueio?

Os efeitos diretos: Com a dependência da região, o euro caiu para a mínima de cinco anos ontemcom o medo de uma desaceleração econômica mais profunda.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.