Cotidiano

PC prende autor de feminicídio

IGUATEMI | MS – Hoje (21), por volta das 08h:00, um funcionário da FUNAI ligou na Delegacia de Polícia de Iguatemi informado que haviam achado o corpo de uma mulher no Assentamento Colorado.

Imediatamente, uma equipe da Polícia Civil se deslocou ao endereço informado e encontrou a vítima ADRIANA MARTINS prostrada ao chão com marcas de corda no pescoço e livores de hipóstase já fixados.

O morador do lote em que a vítima foi encontrada, VERGILIO LOSA, disse que saiu bem cedo para roçar o pasto e encontrou o corpo de uma mulher que supostamente não conhecia junto à cerca da propriedade, próximo a uma mata.

Em razão disso, foi até a casa de um vizinho e o convidou para juntos irem ver o corpo da pessoa que ele havia achado, mas supostamente não conhecia.

Ao chegarem no local, esse vizinho viu o corpo da vítima de joelhos, encostado no palanque da cerca, com uma corda em volta do pescoço, cuja ponta estava afixada num fio de, contudo não estava amarrada, estava apenas com duas voltas.

VERGÍLIO então disse que queria ver se ela estava viva e tirou o laço do pescoço e a deitou, momento em que seu vizinho lhe disse que ela estava evidentemente morta.

Em razão de VERGÍLIO ter alterado a cena do crime, os investigadores começaram a questioná-lo como havia achado o corpo, tendo em vista que local em que a vítima estava não tinha visibilidade da sua casa, bem como o fato de estar trabalhando num local bem distante do que o corpo foi achado.

VERGÍLIO começou a entrar em contradição e disse que na verdade conhecia a vítima, mas só de vista. Após algumas perguntas confessou que tinha um relacionamento amoroso com a vítima, mas que estava separado há algum tempo, mas negou tê-la matado.

Em entrevista com os pais da vítima, eles afirmaram que ela saiu de casa, na data de ontem, para ir até a casa de VERGÍLIO e não voltou.
Em razão dos indícios, foi dada voz de prisão em flagrante a VERGÍLIO LOSA pelo crime de feminicídio da vítima ADRIANA MARTINS.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.