Cotidiano

Preso soltando notas do carro-forte no comércio

Um trabalhador rural de 26 anos foi detido na terça-feira (6) com R$ 2,8 mil em notas do carro-forte explodido na MS-156, entre Caarapó e Amambai, na região sul de Mato Grosso do Sul. Segundo a polícia, o jovem foi liberado depois de ser ouvido.

O delegado de Amambai Mikaill Alessandro Gouvea Faria disse que o jovem deve responder por furto. “Embora as notas estivessem no chão, elas pertencem à empresa de segurança”, afirmou.

De acordo com Faria, o trabalhador rural passou pelo local de bicicleta e recolheu as notas. “As notas estavam sujas e ele saiu distribuindo no comércio”, disse o delegado sobre a localização do jovem.

O carro-forte ficou destruído e diversas cédulas de dinheiro ficaram espalhadas na rodovia. Os vigilantes que estavam no veículo foram socorridos. Um deles teria sido obrigado a colocar os explosivos no carro.

Conforme boletim de ocorrência, ele teve que levar o material até a porta do cofre, porém, este não funcionou e um dos assaltantes colocou outro, ocorrendo então a explosão.

Os assaltantes ainda deixaram cerca de 10 quilos de explosivos intactos no local, segundo o Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Depois de serem fotografados e analisados, foram detonados para não oferecem risco.

A origem dos explosivos está sendo investigada e deve ser concluída em 15 dias.

O boletim de ocorrência diz que o veículo seguia com R$ 760 mil para abastecimento de caixas eletrônicos de uma instituição financeira a 25 quilômetros de Amambai quando foi abordado por bandidos fortemente armados em um carro de passeio.

O motorista do carro-forte tentou fugir e acelerou, houve perseguição, ele perdeu o controle da direção e o veículo tombou fora da pista. Os quatro vigilantes foram abordados pelos suspeitos. A suspeita é de que eles estariam em 10 homens. O carro foi então explodido.

 Os bandidos fugiram em direção a Amambai e o carro que eles usavam foi encontrado incendiado perto do local do roubo. Junto ao carro forte e na rodovia, a polícia encontrou cápsulas de metralhadora ponto 50 e de fuzil 765.
Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.