Cotidiano

Preventiva nele!

O juiz Marcelo Bretas, 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, acaba de decretar a prisão preventiva de Carlos Arthur Nuzman, conforme o pedido feito hoje pelo MPF do Rio de Janeiro.

Nuzman foi preso na quinta-feira no âmbito na Operação Unfair Play, que investiga a compra de votos da Olímpiada 2016. Sua prisão, temporária, expiraria hoje.

Mas os procuiradores resolveram pedir que a prisão seja estendida sem prazo deterninado. Acham que, em liberdade, Nuzman poderia atuar “no sentido de interferir na produção de provas”.

Bretas decidiu ainda manter preso Leonardo Gryner, ex-diretor do COB e do Comitê Rio 2016, por mais cinco dias — ou seja, estendeu sua prisão temporária.

Em relação a Gryner, Bretas destacou que existe “ainda grande quantidade de informações contidas em documentos e aparelho celular pendentes de análise”. E alertou para a “possibilidade de o investigado exercer o seu poder de influência em detrimento do andamento das investigações”.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.