Cotidiano

Quase 1 ano depois, CNN descobriu que China mentiu sobre a pandemia

Documentos mostram evidências de erros claros e apontam para um padrão de falhas institucionais.

“Arquivos vazados revelam condução incorreta da China em fases iniciais da Covid”, diz uma reportagem publicada, na noite desta segunda-feira (30), pela CNN

Apesar das diversas reportagens publicadas ao longo dos últimos meses com informações sobre as mentiras propagadas pelo Partido Comunista Chinês (PCCh) para tentar minimizar sua participação na proliferação da pandemia de coronavírus, a emissora dos Estados Unidos só chegou a esta conclusão quase 1 ano depois. 

De acordo com a matéria, a CNN diz ter recebido “uma série de revelações contidas em 117 páginas de documentos vazados do Centro Provincial de Controle e Prevenção de Doenças de Hubei”. 

Ainda de acordo com a reportagem da CNN: 

“Em vários momentos críticos na fase inicial da pandemia, os documentos mostram evidências de erros claros e apontam para um padrão de falhas institucionais. 

Um dos pontos de dados mais impressionantes diz respeito à lentidão com que os pacientes locais Covid-19 foram diagnosticados. 

Mesmo quando as autoridades em Hubei apresentaram ao público como lidaram com o surto inicial como eficiente e transparente, os documentos mostram que autoridades locais de saúde dependiam de testes falhos e mecanismos de notificação.” 

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.