Cotidiano

Sem André, Odilon abre vantagem de 7,4 pontos sobre Reinaldo na Capital

A primeira pesquisa eleitoral após as convenções e a desistência do ex-governador André Puccinelli (MDB), que está preso desde 20 de julho, aponta o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT) na frente em Campo Grande. A vantagem é de 7,4 pontos percentuais sobre o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), que busca a reeleição com apoio de 11 partidos.

 Conforme levantamento do IPR – Instituto de Pesquisa Resultado/Giro MS,  que ouviu 700 eleitores entre os dias 7 e 10 de agosto deste ano e com margem de erro de 3,5%, no pesquisa estimulada, com a apresentação dos nomes, Odilon aparece com 27,29% na Capital, contra 19,86% do tucano.

A candidata à governadora Simone Tebet (MDB) surge em terceiro lugar, com 12,29%. Ela teve a candidatura definida na véspera do prazo final em reunião com o ex-governador dentro do presídio.

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.