Cotidiano

“Serei o último”, diz Bolsonaro sobre vacinar-se contra a covid-19

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 2ª feira (8.mar.2021) que só há possibilidade de se vacinar contra o coronavírus depois de que “todos os 210 milhões de brasileiros” se imunizem contra a doença.

“Teve uma reunião de ministros em que quase unanimidade achou que eu devia me vacinar. Eles falaram né. Mas, com todo respeito, eu sou mais eu sozinho do que os 23 juntos. Agora, eu pretendo dar a chance para que todos se vacinem. Eu me sinto muito bem. Eu já estou aqui imunizado. Eu peguei o vírus em meados do ano passado. Estou muito bem”, disse o presidente em entrevista ao programa Brasil Urgente, da TV Band.

Segundo especialistas, até quem já foi infectado pela doença deve se imunizar, pois há a possibilidade de reinfecção. Mesmo levantando a possibilidade, o presidente evitou dar certeza sobre se irá ou não se submeter a injeção.

PEDE RESPEITO A SUA MÃE

O presidente comentou a aplicação da 2ª dose do imunizante em sua mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, nesta 2ª feira (8.mar). A idosa recebeu a CoronaVac, fórmula criticada diversas vezes por seu filho.

“Peço que respeitem. Ela tem 93 anos de idade, teve 7 filhos, tem umas comorbidades. Ela merece um pouco de paz, sossego”, afirmou. “Ela recebeu a 2ª dose da vacina pq está prevista para pessoas com essa idade. Errado seria eu receber a vacina agora, ou um filho meu por exemplo”, completou Bolsonaro.

Assista ao trecho, no canal do YouTube da Band:

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.