Cotidiano

Tromba d’água deixa sete mortos e um desaparecido

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais busca, nesta terça-feira (25), pelo instrutor de rapel Eduardo Gomes Morais, 36 anos, uma das pessoas atingidas por uma tromba d’água que se formou no sul do estado, no último sábado (22). O grande volume d’água, que surgiu devido a uma tempestade e desceu por rios e cachoeiras da região, matou cinco pessoas em São João Batista da Glória, onde estava Eduardo, e duas no município vizinho de São Roque de Minas.
Uma equipe dos bombeiros da cidade de Passos começou o trabalho de buscas por Eduardo às 6h30, vasculhando o leito do rio e a vegetação ao longo do curso d’água. As condições climáticas não favorecem o trabalho e há possibilidade de chuva a qualquer momento, o que pode interromper a operação. O local do incidente é uma área mais afastada, de difícil acesso. Durante as buscas de domingo e segunda-feira, cinco corpos foram resgatados em São João Batista da Glória.
Mariana de Melo Almeida, 25 anos, Alexsandro Antônio Pereira de Souza, 32; e Maurílio de Pádua Silveira praticavam rapel com Eduardo na Cachoeira do Zé Pereira, um paredão de 20m de altura, quando foram atingidos. Além deles, morreram na tragédia o casal Gustavo Alfredo Godinho Lemos Ferreira e Pollyana Laine Diniz Furtuoso dos Reis, 26, que nadavam em um poço no alto da mesma cachoeira.
Segundo o sargento dos bombeiros Anderson Marcos, a mesma tempestade provocou a tromba d’água que atingiu São Roque de Minas. Na cidade, a Polícia Militar foi acionada por populares e encontrou os corpos de duas adolescentes que havia desaparecido em uma região conhecida como Rio do Peixe: Bethânia de Matos Reis, 13 anos, e Raphaela Matos dos Santos, 14.
Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.