Cotidiano

Uruguai abre as portas para argentinos fugindo da crise

Presidente uruguaio lançou projeto para facilitar o assentamento de estrangeiros ricos.

A crise econômica na Argentina fez com que a moeda local se tornasse uma das mais fracas da América Latina

O ambiente ruim para os negócios e uma agressiva política fiscal promovida pelo presidente Alberto Fernández vêm provocando uma fuga não só de multinacionais, mas de cidadãos. 

Ciente da crise no país vizinho, o presidente do Uruguai, Alberto LacallePou, propôs, em junho, um projeto para facilitar o assentamento de estrangeiros ricos. 

Lacalle Pou está de olho nos milionários argentinos que desejam mudar a sede das empresas para um ecossistema econômico mais confiável, com menos impostos e perto de casa. 

De acordo com a revista britânica The Economist, 20 mil argentinos já teriam dado entrada em pedidos de residência no Uruguai.  

Fernández reagiu ao êxodo, determinando que os argentinos que se mudarem terão de viver no Uruguai por pelo menos seis meses do ano, podendo ficar apenas 90 dias na Argentina. 

Share:

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.